Projeto de Lei prevê reajuste salarial para servidores da saúde em Itacarambi

Em reunião extraordinária realizada nesta segunda-feira (1) foi apresentado Projeto de Lei Municipal 13/2022 que reajusta os vencimentos do quadro de servidores efetivos e contratados da Saúde. O projeto contemplará os seguintes cargos; Auxiliar de laboratório e análises clínicas, auxiliar em saúde bucal.

Também foi apresentado Projeto de Lei 14/2022 que reajusta o piso salarial dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate a endemias.

Durante a apresentação, o vereador Juvenal alegou que tem recebido diversas reclamações de cidadãos insatisfeitos com a “ausência” de agentes comunitários em algumas localizações da cidade. O vereador cobrou mais “planejamento” da Secretaria de Saúde.

“Precisamos convocar o secretário, os gerentes das unidades e todos os agentes de saúde. Nós temos que adequar, precisamos que os agentes visitem todas as casas. Não são todos, mas os justos não podem pagar pelos errados, temos que cobrar. ” Declarou o vereador.

O Agente de Saúde, Jackson Oliveira, rebateu a fala do vereador por entender que o Projeto não faz ressalva sobre o desempenho dos agentes como justificativa para a aprovação do repasse. Jackson também pediu, em nome dos servidores, que o pagamento seja aprovado o mais rápido possível, pois a classe necessita com urgência. Ele concorda que deve ser feita uma reunião para discutir o desempenho dos agentes, mas numa outra ocasião.

Já o vereador Waldomiro (Bedego) salientou que para cobrar serviço de qualidade dos servidores é preciso oferecer boas condições e recursos para boa execução do trabalho. Bedego sugeriu que o Projeto fosse votado durante esta reunião, porém, o presidente da câmara, Alberto Lopes (Bertão) argumentou que é preciso seguir o regimento por se tratar de matéria orçamentária. Mas Alberto garantiu que na quarta-feira o projeto será votado e aprovado pela casa.

O vereador Cristiano cobrou uma justificativa do poder executivo pela “demora” em apresentar os cálculos do impacto financeiro da proposta. De acordo com ele, foram 3 meses para analisar uma pequena demanda.

O vereador Bruno Tiago (Buguinha) amenizou o debate lembrando que a pauta em discussão deve ser motivo de comemoração e “deixar questões partidárias” de lado.

“O interesse do servidor é aprovar o projeto e que eles recebam o retroativo de acordo com o ministério da saúde. ” Disse Buguinha.

Estiveram presentes na reunião desta segunda alunos da Escola Municipal Carmem Maria que foram apresentar o projeto do Grêmio Estudantil do colégio.

AssCom Câmara Municipal de Itacarambi – Rildo Madureira